O Rosto de 66

Por Juliana Andrade (revista AIR)

Conhecida como “a modelo das mil poses”, seu look em instantes ganhou o mundo em clima de sensação global. Nascida em Londres, Leslie Hornby aos dezessete anos surge como Twiggy.
Sua aparência mignon, seu andar leve e seu corpo quase andrógino escandalizaram e ao mesmo tempo seduziram um mundo acostumado a ver as divas curvelíneas da década de 50. Um mundo que estava ansioso por mudanças, mulheres a espera de um novo grito, algo que as fizesse vibrar. Subiram-se as bainhas, arregaçaram-se as mangas. Pernas de fora e mini-blusas. E lá estava Twiggy, à frente da nova onda mundial. O símbolo máximo do calor que envolveu e sacudiu o planeta na psicodélica década de 60.
Os enormes olhos, a boca pálida, os cabelos curtíssimos e geometricamente penteados e o corpo magérrimo definiram o perfil de uma era. Na “Flower Power” uma maquiagem à Twiggy era insubstituível para as adolescentes. Cílios postiços enormes e várias camadas de rímel emolduravam olhos curiosos de jovens que sonhavam com um mundo de cores e flores.
Twiggy foi a primeira übermodel, reinou absoluta durante décadas e ainda hoje é homenageada e reverenciada por estilistas e maquiadores. Chamada pelos britânicos de “o orgulho inglês”, suas poses marcaram uma geração.
Sem Twiggy, os efervecentes anos 60 jamais seriam os mesmos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: